sábado, 3 de janeiro de 2009

imagem extraída do google

As duas grandes manifestações de professores de 2008, assim como a greve de 3 de Dezembro, mostraram,se dúvidas houvesse, o descontentamento generalizado daqueles que têm a nobre missão de ensinar, face à política do Ministério da Educação.
A dimensão das manifestações e da greve, talvez ímpares na História do Ensino em Portugal, e os professores são gente que só protesta com razões muito fortes para o fazer, veio demonstrar que o seu habitual conformismo, face às inúmeras mudanças operadas nos últimos anos, não resistiu ao tratamento com que esta classe profissional tem sido presenteada. Suspenda-se o modelo de avaliação e inicie-se imediatamente a discussão de outro modelo, reformule-se o Estatuto da Carreira Docente.É isto e só isto que se pretende. Os professores exigem ser avaliados. Sempre foram avaliados. Não se façam juízos de outra índole.
Recomenda o bom-senso que se tirem ilações quer de manifestações quer de greves e no dealbar de um Ano Novo, parece-me ser esta a altura adequada para fazer um balanço do exercício de governação, no que concerne à educação e à cultura.
Bom-senso é preciso e os docentes são pessoas acostumadas ao seu recurso nas diversas situações com que se deparam no seu quotidiano.
O professor é e deve continuar a ser o paradigma do cidadão honesto,consciente, responsável, útil, respeitado na sociedade em que se integra pelo que este Cata-Vento deseja que outros ventos comecem a soprar.

QUANTOS SEREMOS?

Não sei quantos seremos, mas que importa?!
Um só que fosse, e já valia a pena.
Aqui, no mundo, alguém que se condena
A não ser conivente
Na farsa do presente
Posta em cena!

Não podemos mudar a hora da chegada,
Nem talvez a mais certa,
A da partida.
Mas podemos fazer a descoberta
Do que presta
E não presta
Nesta vida.

E o que não presta é isto, esta mentira
Quotidiana.
Esta comédia desumana
E triste,
Que cobre de soturna maldição
A própria indignação
Que lhe resiste.

Miguel Torga

62 comentários:

Pipinha disse...

Olá Cata-Vento, conheço-te de algum lado e ainda bem que te reencontro. Obrigada!
Fico contente por estares a começar um novo projecto. Boa sorte! Muitas felicidades!
Pelos posts que já aqui escreveste, sinto que estás com grande força e com garra para deitar cá para fora o que sentes.
Força!!!
Gostei muito de ler o que escreveste sobre os professores e o belo poema de Miguel Torga que escolheste.
Estarei aqui para te seguir.
Beijinhos carinhosos.

rendadebilros disse...

Cá por Portugal não se tiram ilações de nada... a não ser de "greves" de camionistas e ovos...
O poema muito bem escolhido... tinha que ser Torga para começar o ano e (re)começar a luta.
Beijos.

Isa disse...

Força,minha linda!Bom ver-te a tocar temas mt.importantes e deliciando-nos c/ o teu/nosso Torga.
Beijoo.
isa.

avelaneiraflorida disse...

CATA-VENTO!!!!

Como Professora, sinto-me HONRADA sobremaneira com este post e com TORGA!!!!!

Como amiga, se mo permites, sinto-me AGRADECIDA e renascem as forças para a próxima 2ª Feira!!!!!!
"BRIGADOS"!!!!!!!!!!!
Bjkas!

amigona avó e a neta princesa disse...

Lindo o poema, fortes as tuas palavras! Vamos acreditar na força da razão! Fica bem querida amiga...

Cata-Vento disse...

Sê bem-vinda, Pipinha. Pelo cata-vento têm passado brisas suaves. O projecto está a agradar-me mas pretendo ter um blogue generalista.

Beijinhos

bem-hajas!

Cata-Vento disse...

Renda

Espero que comecem a tirar-se as ilações devidas. Tanto descontentamento tem de ter um fundo de razão.

Beijos

Cata-Vento disse...

Isa

Estou a começar com força. Vinha-me faltando desde há uns meses mas retomei-a com a ajuda dos amigos e dos médicos.
Este blogue vai ser generalista. Terá poesia, política,pequenas narrativas minhas...

Beijinhos

Bem-hajas!

Cata-Vento disse...

Avelaneira, Colega, Amiga

A tua presença é muito importante para mim.
Afinal, além da profissão, temos gostos semelhantes. A poesia é uma das nossas paixões. Os meninos, outra.

Beijinhos

Bem-hajas!

Cata-Vento disse...

Amigona

A razão vencerá.Assim o creio, assim o espero.

Bem-hajas!

Beijinhos

gaivota disse...

minha querida só desejo que toda e qualquer luta tenha a sua raíz e que a vitória seja iluminada com a razão do teu lado! não dessitas (m) e vencerão!
depois aqui com o torga... lindo!
bom domingo
beijinhos

elvira carvalho disse...

Gostei do poema do Torga, que parece ter sido escrito de propósito para a ocasião. Sobre o tema a minha opinião já é conhecida. Eu não sou professora, mas penso que não é possível, tantos milhares estarem errados e só a ministra certa...
Um abraço e bom Domingo

Filoxera disse...

Muito bem, já percebi.
Depois mando mail.
Beijos.

Isa disse...

E a "força" vem,tb. dos Amigos,na
verdade!
Deixo-te o sorriso,a Amizade.
Bom Domingo.
Beijo.
isa.

alexandrecastro disse...

uma mistura interessante...miguel torga e sérgio godinho...!quanto ao que escreveu, gostei de ler.
bj

Cata-Vento disse...

Gaivotinha, amiga!

És sempre bem-vinda a esta casa. Trazes-me a maresia da Nazaré e a tua boa onda.Que o nosso Martim esteja melhor. Dá-lhe beijinhos meus.

Beijinhossssssssssss para ti.

Cata-Vento disse...

Elvirinha

Já conhecia a tua opinião e sei quanto és sincera naquilo que dizes.

Bem-hajas!

Mil beijinhos

Cata-Vento disse...

Filoxera, amiga!

Agora está tudo bem. Sinto-me livre!

Beijinhos mil

Cata-Vento disse...

Um sorriso também para ti, Isa! A Amizade, essa, é um valor imprescindível na minha vida.

Beijinhos mil

Cata-Vento disse...

Seja bem-vindo, Alexandre!Congratulo-me com a sua opinião.

Abraço

De Amor e de Terra disse...

Como Miguel Torga continua certo!!!
É, tal como a Pipinha, também acho que nos conhecemos; mas mais adiante verei melhor!
Obrigada pela passagem e palavras.
Votos de PAZ e LUZ neste novo Ano, neste Blog, enfim, na Vida.
Um beijo de Amizade

Maria Mamede

Jorge P.G disse...

Já tanto se disse que agora o importante é não abrandar na luta.
Muita gente ainda inveja os professores, como se estes fossem uma casta privilegiada. Ignorância pura e/ou inveja nem sei do quê. Com esses já não perco tempo a explicar nada. Aturo-lhes os filhos que, geralmente, são tão mal formados quanto os pais.

Este ministério tem vindo a perpetrar a maior mentira e o mais absoluto caos de que há memória no ensino em Portugal.
A História os condenará, estou certo, pelas futuras gerações de ignorantes.

E Torga, claro.

Um abraço.

Cata-Vento disse...

Conhecemo-nos bem, amiga. Este novo projecto, que agora começou falará de tudo um pouco. Da política, à poesia, à leitura, à economia...

Beijinhos

Bom Ano Novo!

Bem-Hajas, amiga!

Cata-Vento disse...

O importante é não abrandar a luta, como dizes. Os professores encontram-se unidos como nunca vi e assim continuarão, julgo, até Outubro se necessário for.

Um Abração do coração.

Bem-hajas!

Iscte 72-77 disse...

Neste infeliz conflito quem mais uma vez se trama, culpa nenhuma tem....são as crianças que cada vez são mais mal ensinadas não ajudando, amanhã, em nada o país a crescer. A ministra pode ser parva mas os professores são a única categoria profissional sem qq controlo sobre os respectivos desempenhos. Neste triângulo, ministra, professores e crianças, apenas estas últimas merecem o Torga. Que, de resto, foi uma óptima escolha.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Só passando para te desejar uma bela semana.
Abraços

alexandrecastro disse...

Pela qualidade do seu blogue, decidi partilhar consigo o Pémio Dardos.
Passe pelo meu cantinho.
Um beijo
alexandre

Teresa Durães disse...

enquanto aquela ministra não sair do poleiro, duvido que algo mude :(

lagartinha disse...

Este vento foi bem catado...
Como mãe, espero que se resolva esta situação muito rapidamente, pois no fundo, no fundo, os putos andam todos baralhados...só alguns entendem
as razões dos professores e a sua luta, para a maioria, o fruto destas políticas educativas, "o stôr tá de greve, fixe, não há aulas"
No meio disto tudo, eu quero mesmo é deixar beijinhos e deixar por aqui o meu rasto verdinho....

lagartinha disse...

Voltei, para responder ao pedido de sócia no CBP:
Preciso do mail para enviar o convite, de resto, tenho tudo para fazer o cartão. Pode enviar para Silkva.ana@hotmail.com se não quiser informar publicamente o mail.
Beijinhos

Cata-Vento disse...

Iscte 72-77

Garanto-lhe que neste conflito não são as crianças que sofrem nem os professores, cidadãos responsáveis, sérios, honestos deixariam que isso acontecesse.
Creio que quem está fora do ensino não conhece verdadeiramente as razões de tal divergência nem a complexidade das mesmas ainda que possa ter familiares muito próximos a exercer a profissão.
Não está em questão a avaliação dos professores mas sim o modelo de avaliação apesar de simplificado para o ano de 2008/2009 e o Estatuto da Carreira Docente no que concerne à divisão de professores titulares e não titulares. Repare que muitos professores vêm do tempo em que podiam escolher o curso, a profissão que pretendiam seguir e se uma grande parte fez essa opção foi por ter sentido o apelo, o gosto, a sensibilidade para ensinar, transmitir conhecimento, formar cidadãos honestos, responsáveis que construam um futuro de sucesso.
Não posso deixar de lhe dizer que não concordo quando afirma que as crianças são cada vez mais mal ensinadas. Já viu, por acaso, os programas das diferentes disciplinas? E já comparou com o que lhes é transmitido e exigido pelos professores. Tenho a certeza que estes agem, na sua maioria, em conformidade com os programas.
Os professores são a única categoria profissional sem qualquer controlo sobre os respectivos desempenhos? Já ouviu falar da formação contínua de professores e da necessidade de obtenção de créditos em acções de formação de carácter didáctico, pedagógico-científico? Não há progressão sem isto, acompanhado do comprovativo dos créditos obtidos assim como de um relatório minucioso das actividades desempenhadas durante um determinado número de anos. Por acaso ouviu falar de um trabalho que os professores foram obrigados a fazer para poderem transitar para o antigo 8º escalão, defendido perante um júri escolhido pela direcção regional de educação? É que, sabe, toda a gente tende a saber e a falar de tudo um pouco como se fosse detentor de um saber profundo sobre o tema que debate. O professor tem de continuar a ser visto como o paradigma do cidadão útil, responsável, honesto e creia que continua a preparar aulas, a procurar materiais diversos de apoio às mesmas, a motivar os alunos como sempre fez. O professor não pertence a uma casta de privilegiados com três meses de férias, que trabalha algumas horas por dia.
Lamento que seja essa a imagem que tem dos professores. Das grandes manifestações, das greves, terão de tirar-se ilacões. Que não sejam nunca as de que os professores não querem ser avaliados nem querem trabalhar.
Querem-no, sim. Nada é mais motivador para um docente do que o reconhecimento do seu mérito profissional através da avaliação do seu desempenho.

Um abraço

Cata-Vento disse...

Uma Página para dois

Sê bem-vindo! Não te conheço mas as portas estão abertas para quem vier por bem.

Beijinhos

Bem-hajas!

Isa disse...

Amiga,hoje foi um dia diferente.
Retomar trabalho,ultimar coisas q.
ficaram para trás,durante estes dias,ir ao médico,etc.
Tenho mesmo um carinho mt especial
pelo Poeta Eugénio de Andrade.Guardei um para o dia em q.
faz anos q. a Mamã partiu.
Beijoo.
isa.

Cata-Vento disse...

Alexandre Castro

Aceito o seu prémio com muito gosto mas, peço que me desculpe, este blogue não adere a esses desafios embora possa exibir o prémio. No entanto, fico-lhe muito grata.

Bem-haja!

Um abraço

Cata-Vento disse...

Teresa

Esta é uma questão que tem a ver com o governo e não apenas com a equipa ministerial mas uma mudança talvez não fosse má.

Um abraço

Cata-Vento disse...

Lagartinha

Quanto gosto faço em tê-la por cá. É uma encarregada de educação exemplar e estimo muito tê-la encontrado na blogosfera.
Em boa hora retornou ao blogue.

Bem-haja!

Beijinhos

Cata-Vento disse...

Lagartinha

Já lhe enviei email. Muito obrigada!

Beijinhos

Cata-Vento disse...

Isa

Sê bem-vinda, amiga! Também tenho um grande carinho por Eugénio de Andrade. Aguardo a leitura desse poema.

Beijinhos

Brancamar disse...

Fantástico post Cata Vento, texto sucinto e a exprimir tudo o que é importante. Apesar de não estar no ensino acho esta luta absolutamente justa, é preciso dignificar a arte de ensinar e devolver o respeito à mesma, para que não se comprometa o futuro.
Este poema de Miguel Torga é lindíssimo e tão adequado à circunstância!
Beijinhos para ti.

Maria disse...

A luta é justa. E porque é justa há-de sair vitoriosa.
Gostei de me cruzar contigo, Cata-Vento...
Até já...

Beijos

Cata-Vento disse...

Brancamar

Obrigada pelas palavras. Se assim não for, bem hipotecado está o futuro.

Beijinhos, querida amiga.

Bem-hajas!

Cata-Vento disse...

Sê bem-vinda, Maria!

A força da razão acabará por vencer.

Bem-hajas!

Beijinhos

Isa disse...

Passei para te desejar um feliz Dia de Reis.
Beijoo.
isa.

Pico minha ilha disse...

São muitos e a luta continua.Beijinhos

Jorge P.G. disse...

Passei num intervalo de tempo no trabalho e deixo o meu abraço.

Cata-Vento disse...

Isa

Com o Dia de Reis quase a acabar, também chamado de Dia dos Homens Honrados, que o tenhas passado muito bem.

Saúde, amiga!

Beijinhos

Bem-hajas!

Cata-Vento disse...

Pico Minha Ilha

E a luta continua!
Beijinhos

Cata-Vento disse...

Jorge P.G.

Obrigada, Jorge. És sempre bem-vindo a esta casa. Tenho estado sem net.

Um abração de amiga

lagartinha disse...

Passei para deixar bejocas.

Cata-Vento disse...

Lagartinha

Obrigada, querida amiga. O teu presentinho é muito bonito. E Fernando Pessoa comoveu-me. Sabes quanto gosto dele!
O cartãozinho está todo catita.

Bjinhos

Bem-hajas!

lagartinha disse...

Amiga Cata-vento
Ainda bem que gostou do berloque, mas o cata-vento rodava...chegou estragado?
Beijocas

Cata-Vento disse...

Amiga Lagartinha

As "manitas" da sua amiga são muito prendadas. O que não chega estragado ela estraga. Sem querer!

Bem-haja, minha flor! Veja lá que eu gostava de ter um template com três colunas. Como daria eu conta da administação do blogue?

Havia de ser uma fita! Mais uma a acrescentar às tantas que por aí andam!

Beijinhos mil

gaivota disse...

depois dos reis acabam-se as festas gerais...agora só as nossas, as dae cada um nas suas casas e a partilhar com os amigos!que este ano te vá tarzendo tudo de bom na tua casa, querida amiga, sempre com aquele aroma de mar!beijinhos grandes

Isa disse...

Minha quida,goste que me visites.
Espero ler-te. A tua Maria?
Beijoo.
isa.

aflores disse...

Com o novo ano, desejamos todos "melhores ventos"...ventos de mudança. Mas...há sempre um mas...não quero ventos de mudança "soprados" pelos mesmos de sempre. Ou não estivesse eu (e grande parte dos Portugueses) habituados a cartões vermelhos, que tiram quem lá está (a soprar ventos) para colocar quem já lá esteve (a soprar também).
Enfim, como a esperança é a última a morrer e eu sempre fui um sonhador (que seria eu e muita gente sem os seus sonhos), vamos acreditar que o Ano Novo vai ser fantástico!!! Porque não?

Tudo de bom e Bom Ano!

o escriba disse...

Cata- Vento

Gostei do teu post. Como não haveria de gostar se penso da mesma maneira!
Estou triste com a "Escola" (que não com os meus meninos!), com esta desconfiança que se aboletou à nossa volta como se fôssemos os vilões, habituados a fazer o que nos dá na gana, sem prestar contas a ninguém!Nada mais falso! Sempre fomos avaliados a cada passo que damos, a cada ficha que aplicamos, a cada trabalho que fazemos. Agora, ao que parece, andamos a ser pregados na cruz.Janeiro há-de ser um mês decisivo, apesar das ameaças, dos burlescos das sentenças proferidas com arrogância! Esperemos com tranquilidade.

bjinhos
Esperança

Cata-Vento disse...

Gaivota

Bem-hajas, amiga! Que o ano te traga tudo de bom, que o Martim vá recuperando bem e que as festas com os teus amigos se vão realizando com a alegria do costume.

Mil beijinhossssss

Cata-Vento disse...

Isa, Amiga!

Também gosto muito que me visites. A amizade vai crescendo e as afinidades vão ficando, cada vez mais, à vista.

Mil beijinhosssss

Bem-hajas!

Cata-Vento disse...

Aflores

Sê bem-vindo, amigo sonhador. Vamos continuar a alimentar os nossos sonhos. Uma sociedade mais justa virá! Qualquer dia!

Beijinhos

Cata-Vento disse...

Escriba

Amiga estamos unidas numa luta que consideramos justa e com bom senso, diálogo e sem pesporrência nem inflexibilidade atingiremos bom porto. Não há vento que sempre dure nem tempestade que não acabe. Assim o espero.

Bem-hajas!

Bjinhos

lagartinha disse...

Olá Amiga!
Vim fazer uma visitinha, que ontem o meu bairro teve um apagão daqueles à moda antiga! Das 21h30 às 05 da manhã, sem uma luzinha, sem velas ou lanternas...escuridão total! Aproveitei para me aninhar nos braços do Morfeu e descansar o meu avantajado corpinho.
A propósito, ou nem por isso, sabe, aquele selo lá de baixo, do "Alternativo na net", é o projecto que o meu filho propôs à turma. Fazem parte dos curriculos Alternativos da Escola e querem mostrar que afinal não é por isso que têm de ser miúdos menos trabalhadores. Não foi uma boa ideia?
Beijocas verduscas

Cata-Vento disse...

Lagartinha

Claro que foi uma boa ideia que passarei a acompanhar com todo o gosto.
As turmas de Currículos Alternativos também têm alguns meninos que pouco gostam de estudar. Como as outras! No entanto, os Currículos Alternativos destinam-se a grupos específicos de alunos do ensino básico com um percurso escolar irregular,repetências sucessivas e risco de abandono da escolaridade. Os objectivos desses cursos visam essencialmente encontrar soluções que se ajustem aos diferentes casos que não se enquadram no ensino regular e que são bastantes.

O teu filho teve uma boa ideia.

Beijinhos, bichinha amiga.

Bem-hajas!