sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Iremos voltar a estes tempos?




                               Imagens da net ( Algarve )

24 comentários:

Andradarte disse...

É muito natural....a felicidade é
que não será a mesma certamente......
Beijo

Idanhense sonhadora disse...

Pois é Isa , acho que só mais um empurrãozinho !!!! e lá estaremos . Será que estamos mesmo sujeitos à lei do eterno retorno ? Começamos hoje a reaprender a nossa condição de povo "triste , pobre , atrasado e não sei que mais !!" Só sei que estou furiosa e farta destes meninos que se julgam muito sapientes e que resolveram brincar aos governos . O pior é que os seus brinquedos somos nós que até pensávamos ter acabado com tudo isto com os cravos de Abril! Sonhadores e ingénuos que nós fomos ...
Beijinhos
Quina
-Sabes , até já voltei a ter aquela sensação de medo que nos aperta o coração e que a pide criou dentro de cada um....Já me interrogo :Será que posso dizer ou fazer ?.... Onde vamos parar ,mas que ele não sabe o que custa a vida ,não sabe !!!

aflores disse...

Sempre me incomodou ouvir dizer «estamos pior que antigamente».
Hoje, lamentávelmente começo a pensar que já são poucas as diferenças. Afinal,só mesmo a liberdade de vir aqui ou noutro lado qualquer, dizer mal deste e daquele.

Por isso, e porque ainda vai existindo "essa Liberdade", EU exijo a PRISÃO de todos os caciques, bandidos, políticos e caçadores de votos que levaram este País à situação actual.

Os meus familiares (e milhares de Portugueses) foram perseguidos, presos e torturados, só por terem ideias diferentes. NUNCA roubaram um tostão nem levaram o País ao estado em que está agora.

Desculpa querida amiga este desabafo de alguém que não está revoltado, mas sim "doente".

Bem hajas

Tudo de bom.

Mar Arável disse...

Resistir é preciso

helia disse...

Iremos voltar a estes tempos ? Não sei... Só sei que o futuro é muito incerto e a esperança de dias melhores é cada vez menor ! Portugal precisava de governantes honestos que soubessem governar e impedissem o País de se afundar::: Mas onde estão eles?

Lilá(s) disse...

É verdade pouco falta! os meus pais tinham o sétimo ano, viviam razoávelmente, os filhos tiraram curso superior convencidos que a vida iria ser muito melhor... agora o meu filho tirou licenciatura de cinco anos, depois mestrado de dois e vamos ver como vai ser o futuro dele...
Bjs

BlueShell disse...

Estou como diz o Andradarte, Nesse tempo havia pobreza (e isso é de lamentar) mas as pessoas tinham mais pureza dentro delas e , por isso eram mais felizes...apesar das dificuldade!

Te abraço
BShell

AC disse...

O cenário que se nos depara é escuro como breu, mas há um tempo para o impacto e outro para reagir. E descobriremos, certamente, novos rumos. Mas não com este tipo de políticos que tem brincado com o nosso destino de forma totalmente irresponsável.

beijo :)

elvira carvalho disse...

Já falamos tanta vez do rumo que este país leva. Vão conseguir transformar Portugal num deserto, pois a continuar assim quem tem idade para abalar não vai ficar a ver no que param as modas.
Pena que eu já esteja velha.
Um abraço e bom fim de semana

Luís Coelho disse...

Que fotos tão expressivas.
Apanhar um desses jumentinhos carregados e seus donos sorridentes são momentos muito raros nesta sociedade.

Fátima Pereira Stocker disse...

Cara Isabel

Temo que seja bem pior. As suas imagens apontam para um mundo de pobreza mas onde ao almoço e ao jantar havia geralmente um caldo para comer. Era o mundo rural.

No nosso mundo, essencialmente urbano, com o desemprego a aumentar e a prolongar-se, com os ordenados de quem trabalha a diminuírem (invalidando o socorro até aos que são mais próximos) e com as prestações sociais a encolherem, temo que a fome se instale e não haja modo de lhe acudir. Para nossa intensa vergonha!

Um grande abraço

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Isabel, belas fotografias do mundo Rural....
Temos que resistir....
Cumprimentos

Luis Eme disse...

é uma possibilidade, cada vez mais forte, Isamar.

beijinhos

© Piedade Araújo Sol disse...

NÂO.... temos de ter esperança, que está tão ténue...

um beij

O Guardião disse...

Sem burrico...
Cumps

BlueShell disse...

Voltei para te deixar um abraço e um obrigada por tuas palavras sempre tão reconfortantes.
BShell

anamarta disse...

Olá Isabel
Pelo rumo que este país está tomando, penso que nem os burros nos vão deixar!!!
Um beijo para Ti.

São disse...

Pelo menos, para aí nos estão empurrando!


Fica bem.

BRANCAMAR disse...

Não me admirava nada Isabel,os transportes são tão caros, a água e a luz, os impostos, que quase se paga para trabalhar, só mesmo tendo um burrico, :)

Beijinhos

Zé Povinho disse...

Conduzir o burro será impossível, porque agora são os burros que nos dirigem...
Abraço do Zé

Duarte disse...

Provavelmente!
Ainda que a economia e a historia sejam cíclicas, não quer dizer que seja necessário chegar a este extremo, mas o regresso às origens sim. A vida rural é muito más fácil que a da grande urbe.

Agradecido pelo detalhe...

Abraços

Fátima Pereira Stocker disse...

Minha cara

Agora, sim, fiquei preocupada...

Beijos

tiago lima disse...

Mas d'onde é qu'eu conheço este Cata-vento?!...
...
Santo Natal!

kevin disse...

Mata Mblere

Moncler Jackets For Men

Jackets For Men

Moncler Outlet Platine